Meu primeiro pódio, dá pra esquecer?

Há quanto tempo você corre? Já pegou algum pódio? premiação em dinheiro? A verdade é que a grande maioria das pessoas quando começa a participar de provas nem pensa nisso, vai pelas amizades, pelos kits, porque o professor colocou na planilha, pra conhecer, ver como funciona, etc. Depois de algum tempo de treino você começa a melhorar, e a sonhar com isso, já procura provas que tenham premiação, ou pelo menos medalhas/troféus para as categorias de idade, e é como se fosse um sonho, um objetivo distante, até que um dia, as vezes quando você menos espera, tá lá!! tá lá!! tá láááá!!!!!!!! Pódio!! Seja geral, ou por categoria, parece que todo esforço de treinos e provas foi recompensado!!podio

Reunimos neste post depoimentos e duas estreias recentes da G5 em pódios!!! \o/ Se sua história não está aqui, compartilhe ela com a gente deixando um comentário!

É lógico que tem PÓDIOS e pódios!! E significados diferentes para cada um. Pra G5 2013 começou com pódio geral nos 4,3km da Lua Cheia no Parque Tingui! Mesmo sem muita expectativa, o Cristiano correu a primeira etapa deste ano e logo de cara ganhou a prova!! Era um sinal de que 2013 prometia. O prof. Gustavo relembra que em sua primeira prova conquistou pódio na categoria, “Foi em 2009, na Corrida do Shopping São José, fui pra conhecer, ver como era a prova, logo de cara nos 10km, pois já tinha um bom condicionamento físico devido ao futsal, completei a prova em 42’04”, e fiquei pra ver a premiação, sentir o clima. Eis que chamaram meu nome, tinha ficado em terceiro na categoria na primeira prova que fiz, foi um grande incentivo pra continuar e busca novos desafios” disse ele.

Em junho e julho, tivemos 2 estreantes subindo no pódio pela primeira vez. A Malu lembra que iniciou as participações em corridas em Maio de 2012, “foi no Circuito da Lua Cheia, realizando as provas de 4,3km e timidamente melhorando meu tempo, paralelamente fui participando de algumas provas de 5,0km e também, de grão em grão, diminuindo meu tempo. Minha assessoria, a G5, foi acrescentando mais quilômetros aos meus treinos. Mesmo assim, a minha intenção era continuar apenas em provas de até 5,0km porque a sensação de ser ou vir a ser a 1ª da categoria, dá uma enorme satisfação.” Em 2012, depois de participar de várias etapas da Lua Cheia ela conquistou o vice-campeonato na categoria, mas não teve premiação com pódio.

Vai Gcincoooooo!!!!
Vai Gcincoooooo!!!!

A estreia acabou ficando para 2013, e veio numa prova de 10km. “A ansiedade era grande. Ao mesmo tempo que eu pensava “sou capaz”, “vou conseguir”, vinha a dúvida “será?” A de 5,0km (quase 6,0km) foi difícil. Quando tomei conhecimento do percurso e da altimetria fiquei ainda mais insegura. Mesmo assim não deixava de sonhar com um tempo menor que 1 hora.”

“Dada a largada, os primeiros passos são relativamente lentos, cotoveladas de quem quer passar a qualquer preço, até tomar a rua. A sorte estava lançada. Daí pra frente, concentração na respiração, cuidado com possíveis buracos, de olho no Garmin e pensamentos mil. A cada quilômetro completado, verificava o tempo, respirava fundo e mentalmente fazia contagem regressiva, até que, enfim, o último. Força. Está chegando. O pórtico já está à vista. Acho que corri mais assim que o avistei, mas não tenho certeza. Viva! Consegui!” e depois de todo esse esforço, todos confiávamos no pódio. As provas da prefeitura dão premiação para os 10 melhores de cada categoria, e mesmo não acreditando muito, a Malu tinha ido super bem… “ouvi chamar nomes que eu reconhecia e achei que eram da minha categoria e não ouvi meu nome. Senti uma ponta de decepção.” mas não era a categoria dela, e no momento certo ouvimos a chamada decrescente e tcham…tcham…tcham: 5º lugar (tempo: 00:56:56). Só pra não achar que foi por sorte, 1 mês depois, na 3ª etapa da SMELJ a Malu subiu novamente no pódio!! Alguns segundos a menos na prova renderam o 2º lugar!! Parabéns!!
DSC05416
A outra nova conquista veio na Etapa G5 do Circuito da Lua Cheia!! Mesmo voltando de férias, a Elisa foi pra prova… “Não tinha muitas expectativas para esta prova, queria completar bem, mesmo sem um RP, o clima não estava ajudando e pra mim é muito difícil ter o mesmo rendimento das outras provas ali, não sei se por ser a noite, ou pelo percurso, mas a Lua Cheia é meu carma! rs” comentou ela. “Larguei pensando em fazer um ritmo tranquilo pois estava com dificuldades para respirar devido ao frio, e sabia que as subidas seriam mais cansativas. No primeiro km a Patricia me alcançou e me perguntou se eu iria fazer os 4,3km. Respondi que sim e ela me “intimou” a acompanhá-la para fazer um bom ritmo. Aceitei o desafio e fui. Logo em seguida o Caverna nos encontrou e foi nos acompanhando também. Seguimos juntos durante toda a prova. No km 2 já estava muito cansada, não diminuímos o ritmo na subida e no cansaço já falei ‘não vai dar, estou morrendo!’ e a Patricia já rebateu ‘Se estivesse morta estava no chão, vamos que dá sim!’
Mal imaginava ela que o incentivo dos amigos renderia bons frutos ao final da prova. “cada vez que eu pensava em desistir ela e o Caverna iam me incentivando, falando que o pace estava ótimo, não me deixando diminuir o ritmo, estávamos mantendo perto dos 5 min/km, muito difícil… Minha respiração já estava ofegante demais, o abdomen doía muito… Mas a vontade de não decepcionar os dois que estavam me acompanhando e acreditando que era possível que eu conseguisse fez com que eu fosse até o final! Isso foi fundamental para que eu não parasse no meio do caminho.”

E depois de tanto esforço, a primeira recompensa foi um Recorde Pessoal, merecido!! “Depois da prova, protocolo normal, pegar a medalha (que ficou linda por sinal!), e esperar os demais colegas completarem a prova! Na hora do anúncio do pódio, a surpresa! Estava na tenda, não tinha a expectativa, fiquei em 5º lugar no geral feminino! Primeiro pódio da história, na etapa comemorativa da G5, depois de ser incentivada pelos colegas do início ao fim… O que mais eu queria pra noite? Foi perfeito, fiquei muito feliz! A surpresa foi ótima, e a sensação de que todo o esforço valeu mesmo a pena, veio a recompensa! Indescritível!” comentou ela emocionada. E só pra não perder o costume, na 3ª etapa da SMELJ a Elisa voltou ao pódio, desta vez 9ª na categoria!!
DSC06279
E você, qual a história do seu primeiro pódio?! Conta pra gente!

Que venham mais conquistas pra toda essa galera!! Vai Gcinnccoo!!

Anúncios

7 comentários em “Meu primeiro pódio, dá pra esquecer?”

  1. Sou fã da Malu e da Elisa… este ano, em pouco tempo, elas demontraram a garra e potencial que têm… está sendo show de bola ver as meninas no pódio não só na categoria mas tb na geral… resultados bem fortes!!! Parabéns, meninas!!! Parabéns G5 pelas conquistas… afinal… quem manda nos treinos são vocês né… 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s