Arquivo da tag: exercícios

O verão chegou! confira algumas dicas

“Galera, o verão chegou!!! Tempo de viajar, curtir, descansar, mas também de manter o condicionamento, nada de treinos pesados e muitaaaa hidratação. Organizamos algumas dicas para a manutenção dos treinos:

Corrida_praia2012

Primeiro as dicas básicas:
– procure horários de sol fraco para treinar, de preferência antes das 9h da manhã, ou após as 18h (mesmo em dias nublados, pois o mormaço também pode prejudicar a pele);
– faça uma boa hidratação antes, durante e após o treino (nada de exageros, tomar cuidado pois com o calor a sensação de necessidade de água aumenta), via de regra 200ml a cada 20 ou 30min de atividade são suficientes;
– use filtro solar adequado para sua cor de pele;
– use boné ou óculos de sol para proteger os olhos (o boné já protege também seus cabelos e couro cabeludo);
– use roupas leves, nada daquela maluquice de querer suar mais. Seu corpo precisa transpirar para manter a temperatura ok.
– Tire umas fotos de G5 e mande pra gente!!

Dicas de treino: Seguindo as planilhas, a manutenção dos treinos conta com 3 ou 4 treinos na semana, rodagens leves e moderadas, variando de 4 a 8km.
Em caso de viagem fique atento ao local de treino e as mudanças que isso pode ocasionar.
Se for correr na praia algumas precauções são importantes, principalmente se for correr na areia, pois seu corpo não está acostumado com esse terreno.
– cuidado com o desnível da areia, normalmente há uma inclinação razoável e você acaba correndo de lado, mudando toda a mecânica das passadas, e a pisada também, tem-se um risco maior de dores nas pernas, principalmente nos músculos laterais e mediais. Dica: procure trechos com menor inclinação, se não tiver corra no calçadão;
– terreno: há ainda o “problema” da areia, que pode ser fofa em alguns trechos e mais firme em outros. Mantenha sempre o foco no terreno e nas passadas para não ser pego de surpresa por partes para firmes ou mais fofas. Dica: não faça treinos com mais de 4km na areia fofa, pois o esforço é muito maior, é necessário uma adaptação, por exemplo 2 ou 3km no primeiro dia, descanso, 4km no segundo alternando com caminhadas e assim progressivamente;
– calçado: é muito comum as pessoas correrem descalço na praia, mas CUIDADO!! agora você não é mais uma pessoa comum, é um ATLETA! =D Correr descalço também exige adaptação, pois modifica o recrutamento dos seus músculos e forma da sua pisada. Dica: alterne dias correndo de tênis e dias descalço, comece fazendo Fartleks de corrida e caminhada quando for descalço, em ritmo leve. Aumente a distância dos trechos de corrida a cada dia de treino;
– Caminhadas longas são bem vindas;
– respeite os sinais do corpo e não exagere nas bebidas e comidas (e se exagerar não treine).

Vai para o interior? Alguns cuidados também são necessários!
– percurso: Procure por parques ou praças com uma pista de corrida. Dependendo da cidade as opções são em estradas de chão ou BR’s, muito cuidado com buracos e veículos (não utilize fones de ouvido, pois pode tirar sua atenção e não permitir que escute carros ou animais que se aproximam). O desnível da rua também pode ser um problema assim como na praia. Outro problema são cachorros soltos nas ruas, fique atento, eles “adoram” corredores;
– Não tem nenhum local adequado para correr? marque com o carro ou no Linha a volta da quadra, ou um trecho curto na chácara e faça treinos mais curtos e diários (Fartlek 100m / 100m, tiros curtos, coordenação e técnica). Caminhadas mais longas também são bem vindas;
– use repelente contra insetos.

Ficou com dúvidas? manda um e-mail pra gente g5esportes@yahoo.com.br
Gostou? comente e compartilhe!

G5 Esportes – #corrida #funcional #kettlebell

Anúncios

Dicas de treino no Verão

Relebrando o post publicado ano passado, bons treinos!!

Galera, o verão chegou!!! Tempo de viajar, curtir, descansar, mas também de manter o condicionamento, nada de treinos pesados e muitaaaa hidratação. Organizamos algumas dicas para a manutenção dos treinos:

Corrida_praia2012

Primeiro as dicas básicas:
– procure horários de sol baixo para treinar, de preferência antes das 9h da manhã, ou após as 18h (mesmo em dias nublados, pois o mormaço também pode prejudicar a pele);
– faça uma boa hidratação antes, durante e após o treino (nada de exageros, tomar cuidado pois com o calor a sensação de necessidade de água aumenta), via de regra 200ml a cada 20 ou 30min de atividade são suficientes;
– use filtro solar adequado para sua cor de pele;
– use boné ou óculos de sol para proteger os olhos;
– use roupas leves, nada daquela maluquice de querer suar mais. Seu corpo precisa transpirar para manter a temperatura ok.
– Tire umas fotos de G5!!! E mande pra gente, no início do ano vamos fazer um post especial com as suas fotos de férias!!!

Dicas de treino: Faça de 3 ou 4 treinos na semana, rodagens leves e moderadas, variando de 4 a 8km.
Em caso de viagem fique atento ao local de treino e as mudanças que isso pode ocasionar.
Se for correr na praia algumas precauções são importantes, principalmente se for correr na areia, pois seu corpo não está acostumado com esse terreno.
– cuidado com o desnível da areia, normalmente há uma inclinação razoável e você acaba correndo de lado, mudando toda a mecânica das passadas, e a pisada também, tem-se um risco maior de dores nas pernas, principalmente nos músculos laterais e mediais. Dica: procure trechos com menor inclinação, se não tiver corra no calçadão;
– terreno: há ainda o “problema” da areia, que pode ser fofa em alguns trechos e mais firme em outros. Mantenha sempre o foco no terreno e nas passadas para não ser pego de surpresa por partes para firmes ou mais fofas. Dica: não faça treinos com mais de 4km na areia fofa, pois o esforço é muito maior, é necessário uma adaptação, por exemplo 2 ou 3km no primeiro dia, descanso, 4km no segundo alternando com caminhadas e assim progressivamente;
– calçado: é muito comum as pessoas correrem descalço na praia, mas CUIDADO!! agora você não é mais uma pessoa comum, é um ATLETA! =D Correr descalço também exige adaptação, pois modifica o recrutamento dos seus músculos e forma da sua pisada. Dica: alterne dias correndo de tênis e dias descalço, comece fazendo Fartleks de corrida e caminhada quando for descalço, em ritmo leve. Aumente a distância dos trechos de corrida a cada dia de treino;
– Caminhadas longas são bem vindas;
– respeite os sinais do corpo e não exagere nas bebidas e comidas (e se exagerar não treine).

Vai para o interior? Alguns cuidados também são necessários!
– percurso: Procure por parques ou praças com uma pista de corrida. Dependendo da cidade as opções são em estradas de chão ou BR’s, muito cuidado com buracos e veículos (não utilize fones de ouvido, pois pode tirar sua atenção e não permitir que escute carros ou animais que se aproximam). O desnível da rua também pode ser um problema assim como na praia. Outro problema são cachorros soltos nas ruas, fique atento, eles adoram corredores;
– Não tem nenhum local adequado para correr? marque com o carro ou no Linha a volta da quadra, ou um trecho curto na chácara e faça treinos mais curtos e diários (Fartlek 100m / 100m, tiros curtos, coordenação e técnica). Caminhadas mais longas também são bem vindas;
– use repelente contra insetos.

Ficou com dúvidas? manda um e-mail pra gente g5esportes@yahoo.com.br
Gostou? comente e compartilhe!

G5 Esportes – #corrida #funcional #kettlebell

Kettlebell Training

E aí, você já viu, já conhece ou sabe o que é um Kettlebell? Bom, vamos partir do início então.

Histórico
O Kettlebell (KB) é um peso de ferro fundido com uma alça. Sua origem pertence ao mundo Antigo, sendo que os homens da época usavam o KB para demonstrar sua força, participando de exibições e jogos de competição, isto há mais de 300 anos. A história relata a presença dessas atividades na Europa, porém, foi na Rússia, com o nome original de Gyria, no século XVIII e XIX, que os Kettlebells começaram a revelar seu verdadeiro significado na aquisição de força e resistência.

Publicidade G5: Quer melhorar seu desempenho? Perder peso? Fazer novas amizades? Vem treinar com a gente! Clique aqui e veja nossos horários e locais de treino!

Pavel Tsatsouline foi o grande responsável por divulgar essa “arte” nos Estados Unidos em meados do ano 2000, e lá ganhou esse nome pelos significados de kettle = chaleira, bell = sino, pelo seu formato. No Brasil a modalidade é relativamente nova e ganhou muito espaço e mídia no último ano, através de resultados excelentes com atletas de diversas modalidades, desde lutadores, surfistas até os corredores. O Kettlebell pode ter diferentes pesos e tamanhos. KBOriginalmente a medida de peso usada pelos russos era a de um (1) pood, que equivale a 16 Kgs, e os pesos eram classificados com 1, 1 ½, 2 e 2 ½ poods, hoje no Brasil você encontra uma variedade ainda maior de pesos, de 4kg à 32kgs, de 2 em 2 quilos.

Resultados e vantagens
Os exercícios com o Kettlebell aceleram o metabolismo, trabalham e definem o corpo como um todo, e você pode treinar em qualquer local, deslocando-se facilmente com os pesos. Algumas pesquisas já estão sendo feitas com os KB’s, e estima-se que um treino de 20 minutos com o acessório queima quase 300 calorias, além de desenvolver várias capacidades do corpo, como potência, força, agilidade e equilíbrio, favorecendo também a integração muscular.

O KB fica em vantagem sobre o treinamento convencional pois a maioria dos exercícios trabalha as cadeias musculares e não apenas os músculos de forma isolada, além de exercitar tanto os músculos superficiais (como na musculação) quanto os mais profundos (a exemplo do pilates). A explicação vem do próprio formato, pois o centro de massa do KB não está distribuído igualmente e os músculos estabilizadores têm de trabalhar mais para compensar esse desequilíbrio. Ao fazer um movimento com os membros superiores, por exemplo, músculos do abdômen e dos glúteos também são recrutados.

Kettlebell na G5
Desde 2011 quando iniciamos os trabalhos com corredores, nosso aluno Leonardo, que residia em SP já conhecia o equipamento através da CrossFit SP, e trouxe para o dia-a-dia dos treinos dele. Partimos de um KB “sustentável” (garrafa de plástico com pedras) realizando treinos individuais com apenas alguns exercícios, para mais de 100 quilos em 2013, tendo a possibilidade de realizar os trabalhos em grupo com os clientes. O treinamento sistematizado com Kettlebell traz grande definição muscular, principalmente na região do CORE, não focando em hipertrofia, o que agrada muito às mulheres. Os exercícios básicos tem técnicas de fácil aprendizado, e se realizados de forma correta proporcionam queima de gordura e de calorias com baixo risco de lesões.

Gostou? Curta a G5

Os movimentos devem ser feitos de forma explosiva e balística, mantendo a estrutura do corpo nas posições adequadas para não acontecer sobrecarga. Alguns exercícios podem ser classificados no HIIT (High Intensity Interval Traning – treino intervalado de alta intensidade), que tem como principal vantagem consumir essencialmente carboidratos durante sua realização, porém, manter um consumo de gordura no pós treino, nos treinos leves e no descanso.

**AULAS DE KETTLEBELL TRAINING NO STUDIO E-NATUREZA – Terças e quintas das 12h10 às 12h50**

É muito importante que se mantenha sempre uma boa rotina de preparação do corpo para os movimentos, ativação muscular, alongamento dinâmico e estático. O Kettlebell training pode auxiliar bastante na mobilidade articular e ganho de flexibilidade. Importante também sempre utilizar a técnica correta para retirar o KB do solo, e para devolvê-lo.

Exercícios básicos com Kettlebell
Técnica de pegada 1 – com o KB entre as pernas, na linha dos maléolos, faça um agachamento, mantendo a coluna ereta, musculatura contraída, braços esticados e ombros encaixados. Estenda os joelhos e quadril.
Técnica de pegada 2 – com o KB a frente do corpo, imagina um triângulo entre seus dois pé e o KB, faça um agachamento, mantendo a coluna ereta, musculatura contraída, braços esticados e ombros encaixados, incline levemente o KB para encaixar nas mãos. Saída direta para o Swing ou outro exercício.

1- Front Squat (agachamento frontal)
Segurando o KB com as duas mãos, pernas afastadas na largura dos ombros, com os braços esticados e o peso logo abaixo da linha da cintura (1), ou com o peso na altura do peito e os cotovelos fletidos (2). Técnica de pegada 1. Realizar o agachamento completo, chegando com o peso próximo ao chão (1), ou com os cotovelos nos joelhos (2).

2- Dead Lift
Segurando o KB com as duas mãos, pernas afastadas na largura dos ombros, com os braços esticados, utilizando a técnica de pegada 1, porém realizando uma leve flexão dos joelhos e uma grande flexão do quadril. Realizar a extensão dos joelhos e do quadril, trazendo o peso próximo da cintura. Levar o peso até o chão flexionando bastante o quadril e pouco os joelhos.

3- Swing DH (Double Hands)
Segurando o KB com as duas mãos, pernas afastadas na largura dos ombros. Ao retirar o KB do solo na posição do triângulo (técnica 2), leve-o até próximo ao glúteo, mantendo a posição de agachamento. Na sequência, estenda os joelhos e faça contração da musculatura pélvica, coxa, abdômen, lombar e glúteos, naturalmente o KB irá balançar em frente ao seu corpo. Enquanto o acessório desenha um arco descendente no ar, flexione o tronco e levemente os joelhos, balançando o Kettlebell entre suas pernas.

KBswing

4- Clean
É um movimento de preparação para outros exercícios. Segurando o KB com uma das mãos, pernas afastadas na largura dos ombros, pode ser feito tanto na pegada 1 como na 2. Confira na imagem o passo à passo do movimento.
kbinfo_onearmclean2

5- Círculo em torno do corpo
Com os pés afastados na largura dos quadris, segure o kettlebell em frente ao corpo, transferindo o peso para sua mão direita e movimente os dois braços para trás, fazendo a troca do KB da mão direita para a esquerda. Agora segure o peso com a mão esquerda e faça o mesmo movimento, levando-o à frente, completando uma volta pelo corpo. Lembre-se de trocar as direções.

E aí, gostou? Acha que o Kettlebell pode melhorar seu desempenho? Não se convenceu ainda? Então veja um resumão:
• Técnica de fácil aprendizado;
• Grande variedade de exercícios, e que fortalecem o corpo como um todo;
• Com movimentos básicos, pode-se gerar e absorver energia cinética do quadril (o mais potente gerador de energia do corpo humano), e também no complexo proprioceptivo desde a planta do pé até os músculos que seguram o peso firmemente nas mãos e os músculos estabilizadores dos ombros;
• Trabalha diversas valências físicas;
• Treina o quadril de forma funcional em velocidade real de performance;
• Expõe fraquezas individuais por ser um treinamento “unilateral” promovendo correções de assimetria corporal;
• Fácil de armazenar e de transportar, e com opções variadas de pesos para iniciantes e avançados;
• Auxilia no desenvolvimento de estruturas articulares fortes e flexíveis, pois exige muito que as articulações se estabilizem dinamicamente, o que reduz o potencial de lesão e permite maior eficiência na produção de força muscular;
• Desenvolve a região do CORE com excelência;
• Ensina o corpo a lidar com a constante mudança do centro de gravidade.

Fontes:
http://www.kettlebell.com.br
http://www.crossfit.com
http://www.floripakettlebell.com.br/
http://en.wikipedia.org/wiki/Kettlebell
http://www.carnevalijunior.com.br/
http://www.bestkettlebellworkout.com

Autor: Prof. Gustavo Nogas
Equipe G5 Esportes – Sua Melhor escolha!

Exercícios Funcionais, como fazer?

Vamos demostrar através de imagens e gif’s retirados da internet como fazer os principais exercícios funcionais utilizados nos nossos treinos.

BURPEE
HowToDoBurpee
burpeecardio.burpee
________________________________________________________
KETTLEBELL SWING 2 mãos
KBswing
________________________________________________________
MOUNTAIN CLIMBERS
mountain-climbers
________________________________________________________
POLICHINELO
polichinelo
________________________________________________________
PRANCHA ABRE FECHA
Prancha abre-fecha
________________________________________________________
SALTITO ALTERNADO
saltito alternado
_______________________________________________________
PISTOL
pistols1
_______________________________________________________
AGACHAR E LANÇAR (medicine ball)
agachar e lançar
______________________________________________________
SPLIT JUMP
split jump - salto alternado

______________________________________________________
AFUNDO
afundo

______________________________________________________
SALTO JOELHO NO PEITO
Salto joelho no peito